segunda-feira, 7 de outubro de 2013

The Kiss
Robert Graves

Are you shaken, are you stirred
    By a whisper of love,
Spellbound to a word
    Does Time cease to move,
Till her calm grey eye
    Expands to a sky
And the clouds of her hair
    Like storms go by?

Then the lips that you have kissed
    Turn to frost and fire,
And a white-steaming mist
    Obscures desire:
So back to their birth
    Fade water, air, earth,
And the First Power moves
    Over void and dearth.

Is that Love? no, but Death,
    A passion, a shout,
The deep in-breath,
    The breath roaring out,
And once that is flown,
    You must lie alone,
Without hope, without life,
    Poor flesh, sad bone.


http://www.youtube.com/watch?v=QcmsoYLjVXk

terça-feira, 10 de julho de 2012

Aplicativos do Android úteis para Psicólogos e outros profissionais da saúde

Atualmente os smartphones já estão muito disseminados, sendo que o sistema operacional Android domina o mercado por sua variedade de aplicações e valores acessíveis. Abaixo, uma lista de aplicativos que podem ser úteis no contexto clínico da prática de Psicólogos e de outros profissionais da saúde. Existem muitos outros aplicativos além dos listados aqui, mas estes que listei são aqueles que considero mais úteis e que acabaram por permanecer, ao longo do tempo, em meu celular.

DSM Reference: Aplicativo gratuito que trás os critérios diagnósticos do DSM-IV-TR para consultas rápidas. Essencial e muito útil.O ícone do aplicativo é meio fora de contexto, mas seu conteúdo é impecável. 



ICD HD 2012: Permite a consulta rápida à CID-10 e à CID-9. Embora existam aplicativos gratuitos para esta finalidade, este é o aplicativo com a interface mais adequada para esta função, na minha opinião.

ODK Collect: Este aplicativo permite a aplicação de questionários e inventários, assim como o armazenamento organizado dos resultados de forma que estes possam ser processados a qualquer momento. Os questionários podem ser criados sob medida para cada situação ou necessidade utilizando alguma das muitas ferramentas disponíveis on-line. Desde prontuários simples e evoluções por meio de escalas, até pesquisas de base populacional, esta é a ferramenta ideal para coleta de dados.

Guia de Bulas: Um compêndio de bulas de medicações, fácil e rápido de consultar. 

Medscape: Aplicativo útil para manter-se atualizado sobre as pesquisas de maior impacto na área clínica. Também trás informações sobre tratamentos e medicações, além de possuir uma ferramenta para verificação de interações medicamentosas.

pSUS (Procedimentos SUS): O aplicativo contém a lista de codificações de procedimentos do SUS, útil para quem trabalha em contextos institucionais, psicossociais e de pesquisa.

3D Brain: Trás um modelo tridimensional de cérebro, com diversas áreas importantes destacadas e explicadas. É fácil e usar e intuitivo, pode ser útil para ilustrar explicações em psicoeducação.


Genetics 4 Medics: Trás informações sobre síndromes genéticas, útil para consultas rápidas. Além da descrição das síndromes, trás uma lista de pistas diagnósticas. Também possui links para expandir as informações.

Cognitus DBT Self-Help: É um aplicativo com ferramentas para ajudar na regulação emocional dos pacientes e na eliminação de comportamentos autodestrutivos. Como está em inglês, sua utilidade como ferramenta para os pacientes é bastante limitada, porém é útil para profissionais que queriam conhecer mais sobre a Psicoterapia Dialética-Comportamental.

NICE Guidance: Um guia de boas práticas em contextos psicossociais, institucionais e governamentais pelo National Institute for Health and Clinical Excellence. É interessante para se manter atualizado sobre recomendações de manejo de diversas situações em saúde.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Meditações sob uma lâmina de segurança

Estava no banho fazendo a barba apressadamente com um aparelho gilete antigo de aço inox, quando uns cortes causados pela minha pressa me fizeram pensar. No tempo dos meus avós, para desfrutar do verdadeiro prazer em alguma atividade, era necessário e natural despender de longos períodos de prática até que, com o domínio da prática, o prazer na atividade era alcançado. Fazer a barba com uma navalha ou com uma lâmina de segurança, nas primeiras vezes, era uma tarefa complicada e até mesmo potencialmente dolorosa. Mas com o tempo o jovem tornava-se proficiente no manuseio do aparelho e o ritual de barbear-se tornava-se um prazer. Ainda hoje, para a maioria das coisas nas quais vale a pena gastar tempo, isso continua sendo verdade. O problema é que estamos tão acostumados com objetos de consumo que propiciam um nível intenso de prazer ou de satisfação num primeiro momento, nível este que jamais é novamente alcançado com o mesmo objeto, que buscamos analogias a este paradigma de plenitude artificial e imediata em praticamente todas as nossas atividades. É como fazer a barba com um destes novos aparelhos descartáveis de plástico com duas, três, quatro ou cinco (?) lâminas. Na primeira vez ficamos impossivelmente bem afeitados, graças a um corte absurdamente rente. Mas ao fazer a barba novamente no dia seguinte as abrasões começam a aparecer e, apesar de toda agressão à pele do rosto, os pêlos passam a ficar mais evidentes. Com poucos dias de uso os aparelhos caríssimos ficam inutilizados e precisam ser substituídos. De tempos em tempos surge um modelo de aparelho com mais lâminas ou com recursos (?) absurdos, como vibração,que promete ser melhor que os modelos anteriores, mas só faz agredir mais a pele e o bolso. Contudo, com estes aparelhos, nenhuma destreza é necessária. Não importa como eles sejam utilizados, o resultado é sempre aquele de uma barba feita por um adolescente apressado. Exceto, é claro, aquele primeiro resultado, impossivelmente bom, o qual é almejado como que se almeja uma miragem no deserto. Da mesma forma que esperamos uma barba perfeita logo na primeira tentativa, buscamos amigos perfeitos, amores perfeitos, que nos propiciem um nível ótimo de prazer logo num primeiro instante, ainda que o fato de serem seguidos de contínuas insatisfações seja, no mínimo, sugestivo de que estamos fazendo algo errado. Como muitas coisas tendem a piorar com o decorrer do tempo quando, ao invés de serem adequadamente identificadas e corrigidas, tornam-se hábitos, essa generalização de consumismo em relacionamentos está trazendo uma nova realidade, talvez não tão conhecida pela minha geração, que é a realidade das promessas enganosas. Pessoas associam-se com pessoas cuja aparência transmite promessas de satisfação das fantasias e outros ideais desta atualidade. Já no primeiro momento, todas as expectativas são frustradas e nem chega-se a atingir qualquer nível de satisfação que seja. Contudo, ao invés de tentar ver além de cascas muito bonitas porém vazias que abundam como subproduto do corrente tempo, busca-se eternamente os ideais imediatistas. Eternamente sem alcançar, como crianças que jamais foram avisadas da inexistência do pote de ouro no fim do arco-íris. Talvez demorem demais para perceber que os maiores prazeres da vida são precedidos de trabalho, dedicação, prática e paciência, e que as coisas não precisam ser como idealizamos para que sejam boas e, plenamente satisfatórias. Se a nova geração está demonstrando que pior do que correr atrás de um prazer inicial que nunca mais virá é correr atrás da promessa de um prazer idealizado, padronizado de forma igual para todos, talvez a próxima geração redescubra os verdadeiros prazeres aparecem depois de algum esforço; e que estes prazeres não precisam respeitar a nenhum padrão, mas devem, por definição, respeitar as individualidades.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Swype para Windows com InScribe ou ShapeWriter

Resumo: este post trata das suas opções ao Swype disponíveis para as plataformas Windows, o InScribe da Ilium Software e o ShapeWriter da IBM.

Começei a utilizar o teclado Swype quando adquiri um celular Samsung Galaxy Ace. Imediatamente notei que se tratava de uma forma revolucionária e altamente eficiente para entrada de texto. Com o teclado Swype, ao invés de pressionar uma tecla por vez para digitar uma palavra, deslizamos o dedo pela tela sobre as letras que formam as palavras e o programa aprende a reconhecer as palavras corretas conforme nossas preferências.
Meu computador atual é um Acer Iconia W500. Escolhi este tablet por executar sistemas operacionais como o Windows ou o Linux nativamente e por ser mais leve e mais versátil que um netbook. É evidente que boa parte do tempo sou obrigado a utilizar o teclado virtual do Windows, que nem possui previsão de entrada para a língua portuguesa. Logo, é evidente que fiquei feliz ao saber dos rumos que os teclados Swype e seu rival SlideIT estariam disponíveis para o Windows.
O problema é que vivemos numa época na qual as empresas de tecnologia, ao negociarem seus produtos, deixaram de se preocupar com o usuário final e passaram a se preocupar apenas com o dinheiro que podem ganhar ou deixar de perder com as outras empresas da área. É uma época realmente lamentável na qual existe grande capacidade para inovação, mas que engessa inovação pela forma de fazer negócios.
O teclado Swype já existe para o Windows, mas é distribuído apenas com computadores de algumas marcas, como é o caso do HP Slate 2 e do Samsung Slate Series 7, tablets que ou possuem características muito específicas, como uma tela muito pequena, ou que são simplesmente caros demais pelo o que oferecem.
Já o teclado SlideIT, após vários rumores de que seria lançado para Windows, inclusive com indicações sobre isso no próprio site, como pode ser visto na imagem abaixo:
Página da DASUR, empresa proprietaria do SlideIT. Note o logo
do Windows Tablet PC. "Not in a near future".


Então, escrevi um e-mail para a DASUR, perguntando quando que seria lançado o SlideIT para Windows, e a resposta foi a seguinte:

from: DASUR TEAM Support@mobiletextinput.com
to: xxxxxxxxxxxxxxxxxxx
date: Mon, Dec 19, 2011 at 7:15 AM
subject: Re: When SlideIT Keyboard will come to Windows 7 Tablets???
   
Not in the near future.

Best Regards,
-----
Baruch Burstein
Technical Support Department Manager
Dasur Team
newlogo_dasur_slideit.png
Have a look at our FAQ at http://www.mobiletextinput.com/FAQ/ !
Join us on Facebook at http://www.facebook.com/SlideIT
+1 us on Google+ https://plus.google.com/110336774428399065448/posts
Como pode ser visto, embora estejam alardeando que o SlideIT virá para o Windows, a resposta da empresa é que isso não irá acontecer em um futuro próximo...
Mas, como a forma de entrada de texto do Swype não é uma ideia tão nova, é apenas uma ideia que se tornou interessante na medida que os dispositivos móveis com touchscreen se popularizaram, imaginei que encontraria algo para o Windows e para o Linux.
Depois de muito procurar encontrei o teclado InScribe, da Ilium Software, e o teclado ShapeWriter, da IBM. Para o Linux, infelizmente, ainda não encontrei nada.

O teclado InScribe

O teclado InScribe, da Ilium Software, é gratuito para uso pessoal, e é um teclado virtual que funciona de forma um pouco diferente do Swype ou do SlideIT. No InScribe, a medida que você arrasta o dedo sobre a tela, a palavra vai ser inserida no aplicativo no qual se está escrevendo. Existem dois pontos negativos no InScribe: ele não permite acentuar as palavras e seu mecanismo de previsão não funciona muito bem para palavras em português nas quais o caminho se sobrepõe. Contudo, é possível escrever em português com ele e sua taxa de acertos é bem grande. Sem dúvida é um programa que se fosse mais desenvolvido seria excelente. Ele funciona no Windows XP/Vista/7 (testei ele no 7). Outra ideia interessante que é própria do InScribe é que o teclado é translúcido, de forma que não ocupa o escasso espaço das telas dos tables.
O teclado InScribe e sua aparência translúcida.
O link para a página do InScribe é: http://www.iliumsoft.com/site/fp/inscribe.php


O teclado ShapeWriter da IBM

O teclado ShapeWriter foi desenvolvido no renomado Instituto Almaden, e estava disponível para download até que o Swype e o SlideIT começaram a chamar a atenção. Atualmente não é mais possível baixar o ShapeWriter no site da IBM, mas até a presente data é possível baixá-lo no site da CNET. O ShapeWriter funciona bem para escrever na língua inglesa, possui previsão de texto com um dicionário relativamente grande e uma série de funções. Não consegui escrever na língua portuguesa com ele. Sua desvantagem com relação aos outros teclados do tipo swype é a interface pouco amigável.

O ShapeWriter pode ser baixado aqui: http://download.cnet.com/ShapeWriter/3000-2367_4-10907428.html

InScribe ou ShapeWriter?

Para nós, brasileiros, sem dúvida que o InScribe é a melhor opção, ainda que possua muitas limitações para a nossa língua. Falantes da língua inglesa podem escolher tanto um quanto o outro, dependendo das funcionalidades que desejam. Pessoalmente, gostei muito do InScribe por ser um programa muito leve e pela interface translúcida, que é uma vantagem óbvia porém que não foi implementada por nenhum dos outros teclados virtuais.

Outras considerações

Quem quer experimentar um teclado Swype no celular e não possui um celular Samsung e não quer pagar pelo SlideIT, pode optar pelo TouchPal Keyboard da Cooktek. Ele é gratuito, é mais responsivo que o SlideIT e possui uma interface melhor. Sua única desvantagem é o dicionário em português, que não é muito grande. Mas como ele é capaz de aprender novas palavras, com uma semana de uso isso deixa de ser problema.

domingo, 20 de novembro de 2011

Como é possível notar, o blog está passando por modificações no intuito de deixá-lo mais moderno. Estou aberto a sugestões.